A PRIMEIRA CIRURGIA QUE ASSISTI

  Ouve-se dizer desde o princípio do curso algo fatídico sobre a medicina: a clínica é soberana. No entanto, não há nada que fascine mais um novo estudante do que perceber, ao primeiro contato, a glória da anatomia humana e todas as suas vicissitudes.

  No ano de 2017 tive a honra de ser convidada pelo Dr. João Paulo Almeida para assistir a duas cirurgias. Duas laparotomias de reparo, após os pacientes terem sido baleados. Eu. Segundo semestre de medicina. 20 anos de idade. Sábado à noite. Convite para duas cirurgias. Após o espanto e estupor causado pelo convite, perpassou à minha mente todos os sonhos e expectativas que havia reservado para este momento. E óbvio, a resposta foi sim.

  Ao primeiro contato com o centro cirúrgico eu me senti num filme/série hollywoodianos, em que eu era a mera estudante desprovida de conhecimento. Todavia, por ter sido muito bem instruída pelo meu professor e orientador, pude compreender um pouco da mágica da anatomia e da cirurgia.

  Foram duas cirurgias seguidas, cerca de 5 horas no centro cirúrgico, e um novo horizonte se expandido sob os meus olhos. O aprendizado, a experiência, a sensação – todas as coisas corroboraram para a fascinação diante da grandeza do corpo e da sua paradoxal delicadeza.

  Confesso um olhar ainda imaturo sobre o que presenciei. Mas, carrego a certeza: a anatomia é ainda mais incrível na prática.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s